Ocorreu um erro neste dispositivo

11.1.10

Confissões

Já há bastante tempo que cá não vinha. Mas hoje, agora, sinto necessidade de escrever um pouco e de partilhar o que me vai na alma, por assim dizer. Sei que sou muito melhor e provavelmente mais eficiente na escrita do que na oralidade. Aliás, um dos meus temores, quando era ainda um miúdo nestas andanças da vida, era precisamente o ter que me expressar oralmente e em público. Engraçado como hoje me sinto tão à vontade para falar para um auditório repleto de centenas e centenas de pessoas. Mas ao telefone, oh meu Deus!!!! Já me disseram que eu era a pessoa mais formal que alguma vez pudera existir. Bem, de facto, não foi exactamente assim que me disseram, mas pronto, digamos que eu abrevio as coisas para esta forma de dizer. Mas ao telefone, oh meu Deus!!! E hoje foi a tragédia total. O formalismo de lado e a informalidade a todo o vapor. Ai, e a minha cabeça, e as minhas indecisões.... Valeu que quem me escutava, pacientemente, do outro lado da linha, me apoiou e me ajudou a focalizar as verdadeiras questões.
Se eu não tivesse acabado de regressar de férias, diria que estou a precisar de ir até às Caraíbas ou, sei lá, até a um espaço onde encontre um sol quentinho e um abraço que me faça sentir vivo e capaz de raciocinar racionalmente.
Espero poder, em breve, encetar uma nova viagem de circunavegação e chegar até ao Oriente, pois estará a fazer dois anos, dentro em breve, que eu fiz essa viagem. E foi o melhor que me podia ter acontecido. Preciso, com urgência, de regressar a esse local onde os pássaros azuis voam bem alto nos céus e onde o dia é sempre Luz, Calor e Emoção. Preciso. Muito.

3 comentários:

pinguim disse...

Falar contigo, realmente só por telefone, mas sempre me pareceste perfeitamente normal.
Mas a tua escrita é muito melhor sem dúvida, embora a comparação com uma conversa rápida via telemóvel, seja sempre grosseira.
Espero em Março, ouvir-te de viva voz, e já não será sem tempo...
Abraço.

Angelo disse...

Há dias assim. E eu, que nunca tive problemas de expressão, muito pelo contrário, percebo muito bem isso do telefone...

RockyBalbino disse...

E lá fiquei eu cheio de vontade de ir conhecer o Oriente... :) E de viajar, apesar dos incómodos.