Ocorreu um erro neste dispositivo

1.2.08

Strawberry without sugar

Hoje, ainda o sol não era nascido, o kapitão fez-se ao mar com a sua armada.
E navegou, navegou, navegou até chegar a um bom porto, onde foi recebido calorosamente.
Então, a armada voltou a partir e, desta vez, o destino foi um longínquo país asiático, onde o kapitão, sempre apoiado e incentivado por quem lhe queria bem, mostrou a sua capacidade poliglota. A bem dizer foi só um jogo de vista, porque os autóctones não entendiam o kapitão. Valeu a ajuda inestimável de quem lhe queria bem para o salvar de apuros.
Na viagem seguinte, o kapitão e quem lhe queria bem desembarcaram numa ilha, e, tratando de a explorar convenientemente, entraram numa gruta, onde o oráculo os presenteou com uma combinação de números mágicos. Seriam os números do futuro, não eram ainda os números presentes. Permitiriam alcançar os tapetes voadores do sonho e a paleta de cores do arco-íris, e tudo o que o Homem deseja.
Felizes por esta promessa mágica, o kapitão e quem lhe queria bem voltaram a partir e, desta vez, chegaram a um porto de rio, que desemboca no mar. Era um local surpreendemente agradável, onde a influência muçulmana se co(n)fundia com os monumentos cristãos de gloriosas épocas passadas, e onde os traços de modernidade conviviam, numa estimulante osmose, com a pedra calcária e os jardins verdejantes. O Kapitão quis saber o nome desse encantador lugar estimulante para os sentidos, donde se avistava África e onde os pássaros conviviam livremente com outros animais que, no seu país, eram predadores. Inquirido, um dos autóctones referiu o nome desse lugar: tinham chegado ao centro do mundo, à casa-Mater, à Kapital, ao local onde a confluência dos astros permitia que todos os Sonhos se tornassem Realidade.
O kapitão sonhou então que esse passaria a ser também o seu lugar, sempre que se sentisse desalentado ou sem forças.

18 comentários:

mik@ disse...

kapitãozinho pra proxima levas-me no barquinho contigo? eu não sou preta, sou uma gatita alaranjada :P

eheheh gostei do teu texto (ok... não consegui entender lá muito bem ao que te referias...) mas tá engraçado na mesma.

(tou meia distraida hoje)
beijinhosss

Will disse...

Vê lá se me levaste contigo...

Blue Velvet disse...

Se esse lugar existe e se sabe onde fica, pode ensinar-me o caminho?
Lindo e original texto.
Gostei muito.
Bom fim-de-semana

Kapitão Kaus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kapitão Kaus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kapitão Kaus disse...

Mik@, will e blue velvet: muito
obrigado pelas vossas palavras! Este lugar, físico, é também um lugar espiritual, um lugar onde a felicidade e a alegria se tornam efectivas. Corresponde, poderemos dizê-lo, a um certo jardim do Éden, de dar-se e de receber mil vezes mais tudo quanto é vitalmente possível.

Meus amig@s: esse lugar existe, só é preciso encontrá-lo. Mas o caminho para lá tem que ser percorrido por cada um. E é muito mais próximo do que qualquer um possa imaginar.

Beijos e abraços para tod@s!

Kapitão

Lisa's mau feitio! disse...

Eu confirmo que esse lugar existe!!

O meu não será o do kapitão, nem o do kapitão o da Olá e assim sucessivamente... Mas que existe, lá isso existe...

Cada um sabe do seu. Não custa nada encontrá-lo... Até pode estar mmo ao lado.

Beijos kapitão, q anda tão apagadito... estranho!!!!

Lisa

Lisa's mau feitio disse...

BOM DIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!

Ok... Ok... Eu falo baixinho... não me lembrei que deves estar com a ressaca da noite de Carnaval!!!

fica aí o Gorosan na mesinha de cabeceira, sim? :)

Silence Mode...

saio pé ante pé...

Kapitão Kaus disse...

Olá Lisa,

Obrigado pela tua visita!

O Carnaval, este ano, foi passado a trabalhar... sem colocar ou tirar máscaras... é a vida...

Beijos

Olá!! disse...

Cada um de nós tem o seu "paraiso" ... uma boa verdade, paraiso esse que por vezes gostamos de partilhar e sabe bem...
Obrigada pelo comentário no meu canto KK, um dia terei o prazer de dizer o mesmo, espero...
Beijinhos

vsuzano disse...

Eu também queria um lugar assim... e qualquer dia lá o vou ter...espero...

abraço

Tulaunia disse...

Caro Capitão (ou será Comandante?!), vim cá retribuir a visita e gostei muito do seu navio :D
Belo texto ;)

Hydrargirum disse...

Mas que bela viagem então KKF....:)

Estou a ver que foi diversão...:D

O artifício de mãos dadas com o engenho literário eis que funde e confunde o leitor!:)

Abraço grande:)

Olá!! disse...

PREMIO clica aqui

fj disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fj disse...

cada um de nós tem "um esse lugar"
eu já encontrei o meu, mas há mais!!!
:)))
um abraço

Will disse...

Kapitão queremos-te de volta!

Kapitão Kaus disse...

Car@s Amig@s:
Obrigado pelas vossas gentis e calorosas palavras. E pelas nomeações.

Olá: este lugar, que é muito mais um lugar de bem-estar supra-sensível, existe e cabe a cada um nós descobri-lo. E às vezes basta um pequeno gesto.
Beijos!

Vsuzano: caro amigo, acredito que si, que encontrarás esse lugar!
Abraço!

Hydra: foi uma bela e divertida viagem, sim senhor! Há bastante tempo que não tirava uns dias assim. Só foi pena ter sido tão curta, mas espero conseguir, em breve, expandir essa pausa.
Abraço grande!


FJ: claro que sim! Os lugares são infinitos e variáveis de sujeito para sujeito.
Abraço!


Will: eu estarei sempre presente, ainda que fisicamente longe. E sabes porquê? Porque, para mim, o mais importante são os Amigos!
Abraço!