Ocorreu um erro neste dispositivo

12.5.09

Desabafo

Estou a precisar de tirar uns dias de férias. Sinto-me cansado. E também bastante down.
Ontem tive uma experiência que me fez soar as campainhas de alarme: coloquei umas coisas na bagageira do carro e fechei a tampa; quando, freneticamente, procuro a chave do carro nos bolsos das calças e do casaco, apercebo-me que a devo ter deixado dentro da mala do carro. E aí, para além da maçada de ter de chamar um táxi para me ir buscar, por forma a que, em minha casa, eu recuperasse a outra cópia da chave, tive uma clara consciência de que alguma coisa não está muito bem comigo. E isso assustou-me. Dei-me conta que já não sou jovem. Que já estarei em fase de contagem decrescente, sei lá.... E a verdade é que fiquei perturbado.
Claro que a história da falta de concentração e de memória pode ser explicada por razões mais comezinhas, como sejam o andar a dormir pouco e mal, o andar a fazer 6 horas de viagem de carro num dia, com trabalho intelectual super intenso nesse período, mais as chatices de tentar emagrecer, etc, etc, etc. Mas isto são, como diria uma amiga minha, desculpas de mau pagador! A verdade é que a ideia de estar a envelhecer não me está a agradar nada. Mas eu até devia encarar isto com alguma calma, até porque eu já não tenho nenhum ar de menino de coro. E, além disso, eu nunca me preocupei absolutamente nada com a aparência: quando tinha cabelo, ele andava sempre desalinhado, despenteado, wild, poderíamos dizer; quando tinha 20 anos, tanto me dava vestir uma calça de ganga bem gasta e na moda, como uma claça de fazenda com os vincos passados a ferro.
Mas agora, começar a fazer as coisas em piloto automático e começar a fazer asneira - e da grossa - isso perturba-me e muito.
Pensando bem, já não é a 1ª vez que eu faço asneira e da forte. Mas, das outras vezes, uma alma caridosa, que me quer bem, teve a gentileza e o cuidado de me avisar e de me chamar a atenção. Mas agora eu apercebi-me que já não tenho 20 anos. E isso assustou-me.
Eu sei bem a idade que tenho.
Sei bem as minhas qualidades e as minhas fragilidades.
Porém, pela 1ª vez, eu pude aperceber-me que as fragilidades começam a ser maiores do que as qualidades. E isso está a causar-me muita ansiedade. E perturbação.

13 comentários:

F3lixP disse...

Possa, tá-te mesmo nas entranhas esse pensamento causal da velhice.
Não vou dizer o quanto acho que estás errado porque tomarias as minhas palavras como uma palmadinha das costas, "o que sabe este gajo?". Posso portanto dizer-te que com 24 anos já fiz isso duas vezes, já andei metros demais até perceber que devia ter virado naquela esquina lá atrás como sempre, já levei uma meia de cada cor!
Come on! Let things flow! Relax!

Tongzhi disse...

Coisas dessas faço eu desde novo!!!!
Claro que o tempo não pára, e não se caminha para novo, mas o melhor é deixar andar e logo se verá!!!

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Hum... Sao apenas sintomas do diganostico que ja fizeste: "andar a dormir pouco e mal, o andar a fazer 6 horas de viagem de carro num dia, com trabalho intelectual super intenso nesse período, mais as chatices de tentar emagrecer, etc etc etc" e ao contrário da tua amiga nao penso que sejam desculpas de mau pagador, embora a entenda. O que penso é que tens MESMO de aliviar o ritmo, e nao, nao tem (ainda) a ver com a idade.

Abraço amigo

Daniel Lobinho

Angelo disse...

A mim também me quer parecer que não é pela idade. Há períodos em que, por várias razões, andamos menos bem e coisas acontecem! Acontece-me a toda a hora! Às vezes, e por causa do meu trabalho, até o inglês me sai todo mal. Basta estar cansado!

Mas umas férias podem sempre vir a ser uma coisa boa!

Luís P. disse...

Sê bem vindo ao meu mundo... Desde sempre! :D

Sou capaz de, inadvertidamente, fazer tudo e mais alguma coisa e depois não me lembrar se o fiz ou não. Eu gosto de pensar que é porque estou sempre concentrado em coisas mui importantes para o futuro da humanidade (cof cof cof). Mas se calhar é só distracção, ou como lhe chamo carinhosamente "o meu pequeno Alzheimer"! :)

Relaxa e vais ver que não é nada! (sei de gente que até já deixou o carro estacionado num sítio e foi a pé para casa, só se lembrando do carro no dia seguinte...)

Grande abraço

Gi disse...

Estas coisas não têm que ver com a idade, rapaz.
São, meramente, actos falhados. Acontece a todos.
Fica bem.

pinguim disse...

Amigo
se fosse pela idade, eu já estava tramado há muito...
Claro que já não terás o vigor dos 20 anos, mas isso faz parte da vida...
Precisas é de reformular o teu estilo de vida, pois hoje já não é só a idade que mata; se eu fosse a ligar demasiado importância a certas coisas que me acontecem no dia a dia, é que acho que ficava doente (p.ex abrir o frigorífico e ficar sem saber o que lá ia buscar...)
Para a frente, sim; activo, sim; mas com calma, que a vida são dois dias...
Abraço amigo.

Celeste disse...

Chill... ele há momentos assim. Mas passa! :)

Alguém fez falta lá num determinado jantar, mas não vou dizer quem foste, ok?

Beiji**

Paulo disse...

também preciso de férias, pelo cansaço físico. não deve ser comparável, mas já fiz vários disparates do tipo do teu. mas, claro, é um sinal. e envelhecer... vamos todos no mesmo caminho, rapaz! se o piloto automático não funciona, há que o olear e contornar a coisa. sobretudo, pior que o cansaço, é o desânimo! e esse nada tem que ver com idade. acho eu.

abraço, força nas canecas e descansa!

LusoBoy disse...

"as fragilidades começam a ser maiores do que as qualidades" oh, não há-de ser bem assim :\. Espero que possas ter os tais dias de férias para animares ;).

Carlos disse...

Passo aqui para te agradecer a visita ao meu Jardim, e deixar-te um grande abraço, não desanimes, temos dias melhores, dias piores. O importante é continuar a disfrutar das coisas boas!! As menos boas, pra trás das costas.
Abração

fj disse...

epah!!
as pessoas com o nosso nome, não se querem a pensar assim...mais velho sou eu e não me preocupo com esse tipo de comportamento. Todos temos, de uma forma ou outra, em novos ou em menos novos!...
borá lá a levantar essa cabeça e a pensar ..."como és! eu sou!"

um abraço

ZEP disse...

ahahahhaah
sendo assim sou velho há ANOS!

Sou aquele que quando sai de casa com pressa tem de voltar três
vezes para:

- buscar a chave do carro
- buscar o telemovel
- buscar mais qualquer coisa que de certeza me esqueci