Ocorreu um erro neste dispositivo

2.12.07

Ainda o caso da professora britância acusada de insutar o Islão

De acordo com as notícias divulgadas, uma multidão reclama a pena de morte para a professora. Crime: ter permitido que a um urso de peluche fosse dado o nome do profeta Maomé, o que, no entender dos manifestantes, constitui uma blasfémia. Comentário: É triste que, numa sociedade globalizada e que se deseja cada vez mais multicultural, ainda haja países em que ocorrem situações desta natureza. E já agora, não passou pela cabeça destes senhores que dar o nome do Profeta a um urso de peluche pode ser sinónimo de lhe atribuir a maior importância ao ponto de o ter, permanentemente, junto dos objectos mais queridos?

2 comentários:

/me disse...

Bem vindo ao mundo dos blogs. :)

Kapital Kaos disse...

Obrigado :)