Ocorreu um erro neste dispositivo

8.6.09

Da alegria de te saber salvo

Normalmente só nos damos conta da importância e do valor que os eventos, coisas ou pessoas têm para nós quando estamos a ponto de as perder ou já as perdemos definitivamente.
A recente tragédia que assolou tantas famílias daqui e d'além-mar, e a que já me referi num outro espaço, levou-me a reflectir, com maior acuidade, acerca desta situação.
Usualmente, damos por adquirido que tudo o que possuimos é nosso naturalmente e que essa situação perdurará eternamente. E, decorrente disso, às vezes, esquecemo-nos que somos humanos, com as virtudes e as menos-valias que a nossa natureza comporta.
Pensar que te poderia perder para sempre seria, para mim e tenho a certeza que, para ti também, uma dor inominável, daquelas que os compêndios dos sábios só designam por fórmulas, tal como os planetas fora do sistema solar, imperceptíveis ao olhar e ao conhecimento da Razão.
Sinto uma grande alegria em te saber sobre chão firme!

3 comentários:

Ezequiel Coelho disse...

obrigado pelo aviso!

pinguim disse...

Li o que escreveste no "outro espaço" e arrepiei-me...
Imagino-me numa de duas situações: lá dentro e cá fora, aguardando quem estava lá dentro; qualquer delas é, deve ser, terrível...
Abraço.

F3lixP disse...

É incrivel e uma verdade absoluta que nos esquecemos a maior parte das vezes!
Deu que pensar e sobretudo deu para apetecer fazer! ;)
Abraço grande!