Ocorreu um erro neste dispositivo

4.11.08

Novembro e Dezembro sempre foram meses complicados na minha vida.
Desde logo porque Novembro se inicia pelo célebre dia 1º: um momento para recordar e homenagear todos os amigos e familiares que, sendo importantes nas nossas vidas, já não compartilham conosco o mesmo espaço físico. E eu, infelizmente, cada vez vou tendo mais amigos nestas situações...
Acho que é porque a idade vai avançando. Ou talvez não... Recordo que o primeiro amigo que perdi foi quando eu tinha 13 anos. Foi algo de estranho, até porque eu convivia com o Paulo e com as irmãs quase todos os dias. E um dia, todos deixámos de conviver com ele...
E este ano, Novembro está a ser doloroso também por outras ausências.
Novembro é também o mês do meu aniversário. O mês em que, a cada ano que passa, eu faço promessas e acredito (durante umas semanitas) que vou mudar radicalmente toda a minha vida. Este é o mês em que eu mudo o visual e, de certa forma, altero muitas coisas no meu quotidiano.
O ano passado, foi neste mês que eu conheci uma pessoa especial na minha vida e acreditei que tinha encontrado o grande amor. Vãs ideias, como, aliás, já é hábito! (Esta é também uma das razões pelas quais me irei ausentar, dentro de dias, por forma a tentar escapar desta maldição!)
Novembro e Dezembro trazem-nos noites frias e, às vezes, chuvosas. Se as primeiras me fazem recordar as noites de inverno na aldeia, na infância, as segundas fazem-me recordar as noites bem acompanhadas na cidade, na juventude. E tudo isso, na pluralidade e na aparente não compatibilidade dos contextos, me traz uma grande nostalgia.
E Dezembro, o mês dos doces tradicionais de Natal e da azáfama das prendas para quem nos é querido e importante. Lembra-me a minha família. Lembra-me a minha infância. Lembra-me a minha felicidade inocente. Lembra-me o convívio e a alegria. O grupo. Aquele tempo em que, não tendo nenhum de nós consciência do fluir do tempo, erámos senhores omnipotentes dele... 
Bom, depois desta catarse, é tempo de dar um pouco mais de animação a este espaço. Vou viajar e só devo regressar lá para meados do próximo mês. Que destinos é que me aconselham?

8 comentários:

Gi disse...

Pelo menos temns possibilidades de viajar.
Que tal aos EUA, cada vez mais na moda?! :D

Umabel disse...

Meu Kapitão:

os destinos podem ser muitos, mas o que mais aconselho é que seja ele onde for seja acompanhado de uma viagem dentro de si próprio... não sei se me entende! Espero que sim...

Beijinhos e um abracinho com aquele carinho!!

Socrates daSilva disse...

Muito sentido este post...

Abraço e boa viagem seja lá onde for!

Aequillibrium disse...

=)

Boa viagem.

Tongzhi disse...

O importante é que vás arejar!
Ai como eu faria o mesmo, se pudesse!!!

Boa viagem

Pijaminha disse...

Também concordo contigo: Dezembro é um mês muito especial, sobretudo pela nostalgia da nossa infância e pelos momentos passados em família que foram (são) inesquecíveis.
Quanto a sugestões de viagens, meu capitão, podiam ser várias: Republica Checa, Inglaterra, Itália, etc...

pinguim disse...

A Itália, eheheh...
Abraço.

Kapitão Kaus disse...

Obrigado pelas Vossas sugestões: para já, ando por terras espanholas, mas, em breve, vou alargar mais à Europa. É a vida, tenho andado cheio de trabalho, mas amanhã, vou fazer 1 dia de férias!