Ocorreu um erro neste dispositivo

19.11.08

Quotidianos XI

A viagem correu muito bem. Cheguei a Madrid, bem disposto e, embora não fizesse a mínima ideia do local onde se situava o hotel, tive a grata surpresa de verificar que consegui ficar alojado bem no centro da cidade, com uma estação de metro a uma distância insignificante. E mais: numa rua onde abundam os bares e os restaurantes.
Está frio, mas o colorido e o bem-estar dos madrilenos supera tudo. E a amizade e a gentileza deste povo é excepcional. Estou a adorar a cidade!
E mais, descobri um restaurante, com uma comida soberba que tenho a certeza que tu vais adorar. 
Machu Picchu diz-te alguma coisa?
Pois bem, na Calle Manuela Malasaña (eu sei que o nome, para nós, portugueses, parece possuir algo de estranho, mas que culpa têm as pessoas dos nomes que lhes atribuem? Orelhudo, que é nome de terra portuguesa, também é horrível!...), há um restaurante de comida peruana, que serve uns pratos soberbos. Chama-se El Dorado (Calle Manuela Malasaña, nº 5) e merece a visita. A comida é económica, mas muito bem servida. A fugir para o picante, como eu gosto, mas sem exageros.
Olha, o convite fica endereçado: aqui, em Madrid, quando tiveres um tempo na tua agenda, ou, lá, do outro lado do atlântico, quando tal te for oportuno.

5 comentários:

João disse...

Espero que gostes realmente. Eu detestei Madrid :)

pinguim disse...

Ao contrário do meu homónimo, eu adoro Madrid. Há muito que lá não vou, mas registo com agrado a sugestão do restaurante para uma próxima visita.
Abraço.

Umabel disse...

Que saudades me fizeste agora! Dos amigos, das ruas cheias de gente depois da hora de trabalho... das tapas, do convívio e até do frio!!

Beijos e desfruta!

p.s. quando regressar também vou experimentar o restaurante!! Obrigada!

Tongzhi disse...

Mais um voto para Madrid.
Vai à Praça Santana, perto das Portas del Sol. Há uns bares e cafés Arte Nova que são lindíssimos

Pijaminha disse...

Mas que bien!! Estou a ver que andas a gozar as tuas férias em grande.
Então e fotos para a malta ver, não há?