Ocorreu um erro neste dispositivo

4.1.09

Apenas uma pergunta

Será que bombardear locais considerados sagrados ou de culto a Deus, etiquetando-os de abrigos onde se escondem terroristas, poderá trazer paz aos homens?
A notícia já tem algumas horas e foi veiculada pelos serviços noticiosos da televisão portuguesa, nos momentos que antecederam a invasão israelita da Faixa de Gaza. Em concreto, o exército de Israel bombardeou uma mesquita, argumentando que se tratava de um local onde existia um esconderijo de armas do Hamas.
Não sei se a notícia é verdadeira ou não. E se os argumentos invocados são fidedignos ou uma mera invenção de alguém.
A ser verdade, e independentemente de se acreditar ou não em alguma entidade divina, considero que o acto é chocante e revela, mais do que irresponsabilidade, uma grande burrice. Porque atinge algo que, para os crentes, se encontra no domínio do supra-humano e do imortal. 
A Paz conquista-se pelos gestos, pelo Respeito, pela Tolerância.
Este início de ano afigura-se muito negro e problemático, e ainda só vamos no 4º dia...

4 comentários:

Paulo disse...

não vai ser um ano fácil nem a nível de paz! ah, pois não. na situação concreta, a situação é tão complexa que o desfecho será uma grande incógnita. falta juntar-se o Irão e os EUA para compor a coisa. afinal, em nome de qualquer coisa, destrói-se até a vida.

Kapitão Kaus disse...

Olá Paulo:)
Concordo contigo e temo bem que as coisas possam correr muito mal por aqueles lados. E acredita que a situação me preocupa deveras porque tenho amigos e amigas em Israel e a quem não lhes agrada nada esta deriva militarista.
E a ver vamos se não nos caí, a nós, que estamos por cá (mas que andamos sempre a viajar pelas capitais europeias), o céu em cima...

Abraço:)

pinguim disse...

A invasão terreste do território palestiniano, a juntar aos bombardeamentos é um acto de extrema perigosidade, não só na região, como no mundo inteiro; pior maneira de iniciar o ano, seria impossível.
Abraço.

Kapitão Kaus disse...

Isto vai de mal a pior.

A ver se da América o senhor Obama tem um pouco mais de juízo e não comete os erros e os desvarios do ainda inquilino da Casa Branca.

Já só nos resta a esperança.