Ocorreu um erro neste dispositivo

1.1.09

Balanço de 2008

Sempre resisti a fazer balanços no dia e hora habituais para estas coisas. Mas, como chove abundantemente - entenda-se, como o Sol parece ter-se obscurecido - , talvez seja a hora de fazer o balanço do ano que terminou e procurar novos interesses para o ano que agora se inicia.
Por uma questão metodológica, dividerei este balanço em 2 momentos: o que eu ganhei e o que eu perdi em 2008.
O que, para mim, foi mais positivo em 2008
2008 foi um ano muito interessante e proveitoso a vários níveis:
- Pude conhecer pessoas interessantes, inteligentes e com humor.
- Tive a oportunidade de construir de fortalecer novas amizades, o que, nos tempos que correm, vale muito mais do que ganhar o Euromilhões.
- Aprendi que tudo tem mais valor se for adequadamente conversado e partilhado.
- Fiz, em conjunto com um Amigo, uma chave para um concurso do Euromilhões e, tendo-a jogado, um bocado na brincadeira, não mais deixei de ganhar pequenas quantias, todas as semanas. (Por falar nisso, lembra-te que ainda tenho a tua parte comigo e que ta devolverei mal a gente se encontre!)
- Conheci restaurantes excelentes em várias cidades europeias.
- Consegui libertar-me de uma parte muito substancial das chatices que me atormentavam o dia-a-dia na empresa.
- Passei a viajar muito mais, embora ainda não tenha perdido o pavor de andar de avião.
- Comecei a escrever um blogue.
- Comecei a escrever um conjunto de pequenas histórias e já tive, pelo menos, um leitor atento e crítico. (Em 2009, vou publicar essas histórias e acredito que vão fazer furor!)
- Envolvi-me em novos projectos, profissionais e pessoais, que foram e são profundamente motivadores.
- Foi muito gratificante para mim ter podido ajudar, ainda que limitadamente, os meus Amigos. 
O que senti como mais negativo em 2008
- Uma carga excessiva de trabalho, de aborrecimentos, de stress e de chatices na empresa.
- Ter que aturar, com paciência de Jó, uma série de "melgas" e não poder usar o Dum-Dum sempre que me apeteceu.
- Perder uma série de Amigos, por morte dos mesmos.
- A constatação da incapacidade em conseguir modificar uma série de coisas e em ser útil, numa situação concreta, a um Amigo.
- O receio de perder a sua amizade.
E para 2009, que devo ansiar ou esperar?
Enviei, ontem, ao início da noite, uma mensagem aos meus Amig@s desejando-lhes que 2009 fosse o ano de todas as oportunidades e dos grandes sucessos. É isso que eu espero e desejo que aconteça. E que tudo aquilo que eu senti como negativo, ao longo de 2008, não mais seja experienciado neste novo ano, que hoje se iniciou.

6 comentários:

pinguim disse...

Sempre detestei anos bissextos, não me perguntem porquê, e este que passou, não figiu à regra: foi mau.
Expectativas para este, perfiro não as fazer, pois as previsões são tão negras, que algo de bom que aconteça já é um ganho...
Gostei de ver a lucidez da tua análise e espero que os teus anseios se concretizem.
Abraço amigo.

André Benjamim disse...

um feliz 2009!

João disse...

Grande 2009 para ti :)

Kapitão Kaus disse...

Pinguim:)
Obrigado pelos votos.
Espero, vivamente, que a tua situação se resolva bem e rapidamente. E que os problemas (de saúde) que te preocupam possam ter um desfecho feliz.
Abraço grande:)

Kapitão Kaus disse...

André:)
Muito obrigado.
Tudo de bom também para ti!:)
Abraço:)

Kapitão Kaus disse...

João:)
Obrigado!
O mesmo para ti, mas em dobro!
Abraço grande e de muito ânimo!:)