Ocorreu um erro neste dispositivo

13.1.08

De l’humour avant tout autre chose…

Nos tempos em que paciente e afincadamente encetava as minhas pesquisas para o doutoramento, momentos áureos a que, por vezes, sucediam espaços de algum desalento e de alguma depressão, lembro-me de ter lido algures que a atitude mais adequada perante o mundo (entendido numa acepção ampla) era a do humor. Dizia a expressão, de quem não consigo recordar a autoria, que era bem preferível dar gargalhadas neste mundo em que vivemos, do que reservar esses exercícios de hilariedade para mais tarde. Porque, se fossemos parar ao Inferno, aí, decididamente, não haveria qualquer motivo para rir, e, se nos fosse facultado o acesso ao Paraíso, não seria, certamente, de bom tom, andarmos a rir, a torto e a direito, dos momentos que experimentássemos. Assim sendo, a solução racional, lógica e sensata, passava, obviamente, por darmos sonoras gargalhadas neste mundo.
Linhas censuradas pelo Bom-Senso.
Nesta perspectiva, assim tenho, desde então, guiado a minha acção pessoal e cívica.

3 comentários:

Hydrargirum disse...

E não é que disseste mais de ti, neste pequenino post que em mtos outros...!:)

E olha que eu propago esta máximo desde bem cedo....!!!!
Os melhores momentos da minha vida são a rir...a partilhar riso...esses sim são inolvidáveis!:)

Bem vindo então ao mundo "ecoativo" do riso!:)

Abraço:)

Kapital Kaos disse...

Obrigado Hydra!

Desde que vos descobri, a minha vida perdeu muito do ar cinzentão, em que, por vezes, estava mergulhado (afogado!)

Bem hajam todos!

Abraço
:)

Hydrargirum disse...

Oh KK, pela minha parte, mto obrigado!:) A sério!:) Fico feliz de te proporcionar sorrisos:)

A vida é tão curta, temos de rir mesmo...e de tudo, às vezes:)

Abraço:)